domingo, 10 de abril de 2011

LEVANTAMENTO


LEVANTAMENTO (poema do poeta angolano Tomás Jorge)

há-de morrer o tempo
de dar diamantes.

quem os quiser
que os procure
com os próprios olhos
que os desenterre
com as próprias mãos.

contratado!
ergue-te
e põe nos olhos
todo o brilho
dos diamantes
que deste.



Belo poema de Tomás Jorge
é com certeza mui fascinante
colocou ouro no meu alforje
e ofuscou-me qual diamante
com a pepita que garimpou
Tomás cobiças me provocou
fez-me querer ser assaltante.

(Gilberto Cardoso dos Santos)

2 comentários:

  1. Você e o poeta Jorge,
    São poetas competentes
    Com saber e excelência
    E o dom em suas mentes,
    Fazem versos maviosos,
    Sublimes, maravilhosos,
    Divinos e excelentes!

    ResponderExcluir